facebook
Artigos

Vamos falar de briefing

Afinal, o que é Briefing?

Briefing, segundo a Wikipédia, é um conjunto de informações ou uma coleta de dados passados em uma reunião para o desenvolvimento de um trabalho, projeto ou documento. O briefing deve produzir um roteiro de ação para criar a solução que o cliente procura, ou seja, é como mapear o problema e, com as pistas identificadas, ter ideias para criar soluções.

Briefing vem do inglês e significa instruções. Ou seja, é um documento, que pode ser em formato de um formulário, onde contém todas as informações relevantes e instruções para o desenvolvimento de um projeto.

Briefing nos projetos de Design

O briefing é uma das etapas mais importantes nos processos de criação. Ele deve ser feito antes do orçamento para que o designer possa avaliar as necessidades do cliente, mensurar o trabalho que vai ter, o tempo que vai gastar, quais fornecedores precisará contratar, etc. E assim enviar uma proposta de orçamento mais adequada.

O ideal é fazer uma reunião de briefing com o cliente. Dessa forma, mais próxima e amigável, com uma boa conversa, conseguimos extrair mais informações que poderão ser úteis ao projeto. Mas quando não é possível ser presencial, tente fazer por vídeo conferência. E na última das hipóteses, envie um formulário por email e peça para o cliente preencher.

Em qualquer uma das opções, ser curto e objetivo é fundamental. Por isso, faça as perguntas certas. Mas não hesite em perguntar nada ao cliente. Não saia da reunião com dúvidas. Mesmo se ao longo do desenvolvimento do projeto, alguma dúvida surgir, entre em contato com o cliente e pergunte. Sempre é melhor perguntar antes do que enviar para aprovação um material com algum erro ou faltando alguma informação.

(Foto: Freepik)

Itens que devem constar num Briefing criativo:

Perfil do Cliente / Empresa

É importante para o designer conhecer sobre o cliente / empresa e o mercado em que ele atua. Principalmente se é um primeiro projeto que está desenvolvendo para ele.

Essas informações vai fazer o criativo entender o perfil do cliente e desenvolver um projeto mais personalizado e adequado.

Exemplos:

  • Qual o nome da empresa?
  • Como descreveria seus produtos e/ou serviços?
  • Quais são os objetivos à longo prazo?
  • Quais são seus principais concorrentes?
  • Como se difere dos concorrentes?

Objetivo do Projeto

Saber exatamente o que cliente pretende comunicar, como ele quer comunicar, e qual o objetivo que ele quer atingir com esse esforço de comunicação.

Exemplos:

  • Que características, atributos e adjetivos você gostaria que o projeto passasse sobre seu negócio / empresa?
  • Como você gostaria que fosse a personalidade do projeto? Sério, Conservador, Corporativo, Dinâmico, Elegante, Ecológico, Lúdico, Moderno, Amigável, Divertido, Honesto, Hightech, Simples, Tradicional…

Público-Alvo / Target

Nem sempre o cliente vai saber informar muito bem que é o público-alvo, mas tente fazer perguntas mais específicas para entender quem é esse público: faixa etária, classe social, onde vivem, o que fazem, o que pensam, o que procura, quanto costumam pagar… por aí vai.

Exemplos:

  • Quem são seus clientes? Possui informação sobre classe social, região, idade e sexo?
  • O público-alvo é de consumidores ou corporativo?

Materiais a serem criados

Verifique especificadamente cada material que o cliente deseja: Logotipo, manual de identidade visual, cartão de visitas, folders, ebooks, site, etc…

E também pergunte quais as informações que ele deseja em cada material.

Exemplos:

  • Qual(is) material deseja que seja criado?
  • Sua empresa possui um ‘logo / cartão / site’ antigo? Se sim, qual é o motivo para a mudança?

Referências

Costumo sempre pedir referências aos clientes. Podem ser imagens, links, qualquer coisa que o cliente possa me mostrar. Essas referências pode ajudar a entender um pouco do que o cliente está esperando, que estilo visual ele gosta.

Essa é uma questão bem subjetiva mesmo. Mas se o cliente pediu um logotipo e te enviou 3 referências de logotipos em 3D, já dá para perceber que ele tem preferências por esse estilo.

Outra referência importante é pedir para ter acesso a matérias já desenvolvidos anteriormente para o cliente / empresa. Assim o designer também já tem ideia do estilo que a empresa usa e gosta.


Obrigatoriedades / Polices

O que deve e o que não deve constar no projeto.

Alguns seguimentos de mercado tem legislações a serem seguidas e isso deve ser muito bem pesquisado para não haver problemas futuros.

Assim como, o cliente / empresa pode ter algumas regras ou informações específicas que precisam constar nos materiais de comunicação.


Estimativa de Valores

Nem sempre é fácil de conseguir essa informação, mas seria bom sabermos o quanto o cliente está disposto a investir (budget). Pois dessa forma, o designer pode orientar a melhor maneira de distribuir o investimento, fazendo os materiais mais adequados de acordo com o objetivo do cliente.


Prazo de Entrega

Entre em acordo com o cliente um prazo adequado, explicando o tempo que você precisa para elaboração do projeto todo e como funciona cada etapa.

Mas também analise o prazo que ele precisa para o projeto ser entregue e se você poderá cumprir.

(Foto: Freepik)

As perguntas podem e devem ser ajustadas para cada tipo de projeto. Por exemplo, você pode desenvolver um modelo de briefing adequado para logotipo, outro modelo para livros, outro para sites…

Não existe um modelo de briefing perfeito, o ideal é você fazer o seu a sua maneira, com as questões que você ache pertinentes para o desenvolvimento dos seus projetos. E ir ajustando conforme for necessário.

Espero que tenham gostado das dicas e que seja útil para você! 😉

 

INÍCIO