facebook
Notícias

Renault altera família tipográfica menos de um ano após redesign de marca

A fabricante de veículos Renault alterou a família tipográfica utilizada nos veículos e nos nomes dos carros da marca. O redesign da fonte, feito pela agência francesa Production Type, foi pensado para uma melhor leitura enquanto o carro estiver em movimento.

O trabalho, feito em parceria da equipe de projeto de carros da Renault, busca se adaptar aos tipos de carros em que será utilizado. “A flexível família [de fontes] possui várias larguras, pesos e encostas, e abrange todo o espectro de expressões visuais nas linhas de carros. Desde caminhões desmedidos, musculares à SWIFT, a cabriolets ágeis”, disse a agência francesa.

Letras que refletem o céu, não o chão

Receber e refletir a luz elegantemente é um dos papéis fundamentais do cromo jogar, segundo a agência. E, pensando nisso, que foram elaboradas as fontes.

Entre a multiplicidade de parâmetros, a equipe procurou trazer mais à realidade (correspondente a um peso mínimo tipo de letra para a viscosidade de uma cola) e mais orientada para a pessoa (espessamento e arredondamento, pequenos caules e picos que podem ser perigosos em caso de um impacto).

Crítica

Em 2015, logo após o lançamento do redesign, o site Brand New, especializado em opinião de marcas, publicou que “o trabalho não havia se saído muito bem e que não havia melhorado a marca de qualquer maneira”. Agora, a publicação considerou que, mesmo que seja utilizado apenas no carro, a mudança trouxe um impacto positivo.

Antigas fontes

 

INÍCIO