facebook
Artigos

A responsabilidade do design(er)

(Foto: Reprodução).

É muito comum nos depararmos com uma marca gráfica mal feita ou com um produto mal concebido e culparmos o designer – ou a falta dele – pelo resultado.

Na maioria das vezes nem precisaria ser designer para perceber o que é grotesco, tosco ou ruim. A baixa qualidade é sempre algo escancarado.

O design de verdade mora nos detalhes mais ínfimos. Está no tamanho da fonte daquele cartão da ótica, pois provavelmente o cliente ainda estará sem seus óculos quando ligar. Está na tipografia legível da embalagem do xampú e do condicionador, pois ninguém toma banho de óculos. Está no fomato adequado da empunhadura de um produto voltado para a terceira idade. Está na textura macia daquele brinquedo criado para crianças pequenas…

Fazer design é muito mais do que criar coisas legais. O design mora muito além da beleza!

Mais do que apenas pensar no cliente que consumirá aquele design, é mergulhar de cabeça no seu universo. É entrar debaixo da pele dele, olhar pelos seus olhos e entender seus encantos, seus desejos, suas limitações, suas dores e seus prazeres. É usar a sua espertise e sua sensibilidade na itensidade máxima para buscar o melhor resultado em todos os aspectos.

Fazer design é dialogar com o ser humano na sua essência! É mudar a vida de muitas pessoas!

É dar ao mundo nada menos do que o excelente.

Artigo do designer Morandini.

 

INÍCIO