Notícias

As novas regras da ABNT para os serviços em design

ABNT de Design
Comissão reunida na sede da ABNT em São Paulo, durante uma das reuniões de 2016 (Foto: Divulgação/Gabriel Patrocinio).

O objetivo das regras é organizar o mercado de design e padronizar os serviços, suas entregas e as expectativas dos clientes.

Terminou no último dia 28 de março de 2017 mais um ciclo de atividades da Comissão de Estudo Especial – Serviços de Design (CEE-219), da ABNT, com a reunião de análise da Consulta Nacional sobre a norma de diretrizes para boas práticas em serviços de design.

Leia também: Anúncio das normas publicadas aqui no DCon, em abril do ano passado

A consulta teve uma participação expressiva (segundo dados comparativos da própria ABNT) e a reunião foi encerrada com a aprovação da norma pela comissão.

“Com isto, podemos dizer que o design brasileiro passou a contar com duas normas específicas que ajudarão a nortear os diversos processos relacionados à contratação dos serviços de design”, afirmou Gabriel Patrocinio, diretor da Associação de Design de Produto (ADP) em seu perfil do Linkedin.

A próxima etapa será o encaminhamento para revisão e publicação, e deverá estar disponível para aquisição e consulta em aproximadamente um mês.

Os trabalhos da comissão se iniciaram a partir do convênio feito entre o Sebrae e a ABNT e contaram com diversos colaboradores, sob a coordenação do designer Alexandre Mussnich (Planobase Lubianca, Porto Alegre) e com a assistência do designer e professor da PUC-PR Aguilar Selhorst (Megabox, Curitiba).

O trabalho da comissão foi feito por meio da participação de diversas instituições profissionais e de ensino do país: ADP, ADG, Adegraf, Abedesign, Prodesign-PR, Sindesign, ABD, Centro Brasil Design, Centro Minas Design, ABRE, Abiplast, Abinee, INPI, CAU, SEBRAE, PUC-PR, UERJ, SENAC, SENAI, UFPR, FAAP, UEMG, UniBH, além das empresas já mencionadas Planobase Lubianca, Megabox, e Emphasis Design.

Gabriel Patrocinio ainda informou que em breve será divulgado o link para a aquisição das normas, oferecidas a preços diferenciados através do site do Sebrae.

Mais lidas

INÍCIO