facebook
Entrevistas

Os bastidores do vídeo que viralizou no Dia Mundial do Designer Gráfico

No fim do mês de abril foi comemorado o Dia Mundial do Design Gráfico e se em 2016 a campanha criada pelo DCON, #ValorizeODesign repercutiu nas redes sociais, o humor fez a frente da data.

Visto por milhões de internautas não somente da área criativa, o vídeo Somos Designers, paródia de uma reportagem feita pelo UOL sobre os rolezeiros em 2014, homenageou os profissionais de uma forma bem criativa.

Assista:

Conversamos com integrantes da agência Coolmeia, responsável pelo vídeo. Confira:

Como surgiu a ideia do vídeo e chegaram a um meme de 2014?
O meme das rolezeiras é um dos que compõe o “Museu Brasileiro de Memes” (risos). Ele é um ícone, daqueles que parecem que nunca saem de moda. Mesmo sendo um meme de 2014, sabíamos que o nosso publico continuava repercutindo seus bordões e criando diferentes versões do seu conteúdo. A ideia surgiu em um insight depois que vimos uma versão das góticas (que inclusive recomendamos), além de, obviamente, longas pesquisas de publico e conteúdo que já havíamos feito para nossa página.

O vídeo foi visto por milhões de pessoas. Em meio a um cenário que se discute muito estereótipos, você não ficaram com receio de ter uma repercussão negativa?
Nós da Coolmeia somos uma equipe muito plural. Procuramos sempre nos manter informados e participar de questões que incitam mudanças sociais positivas no mundo. De fato, vivemos um momento que, por sorte, questiona estereótipos. Mas esse é um estereótipo que não ofende ou ridiculariza, é um humor que não oprime. Por isso não ficamos preocupados. E de certa forma, uma das intenções do vídeo era justamente falar e discutir os estereótipos dentro do design através do humor.

É importante saber rir de si mesmo às vezes, é saudável!

Fora, que esse tipo de vídeo propõe uma problematização leve e espontânea, que incita uma mudança autônoma de consciência. Quando postamos tínhamos total conhecimento do nosso público, isso foi fundamental. Os leitores da página entendem esse tipo de humor.

Como foi o processo de criação e de onde surgiu tanta referência criativa?
As referências criativas saíram do bairro internet mesmo (risos). Nós sempre adoramos esse vídeo. Num dia de trabalho comum, o Carlos Mendes, nosso RP, teve a ideia: por que não regravá-lo com clichês do design? Afinal, toda tribo tem suas características… Assim que resolvemos fazer as ideias pularam! Ouvíamos a frase e cada hora alguém sugeria uma citação similar. Nós rimos a ponto da barriga doer enquanto escrevíamos. Depois, nós mesmos dublamos. E aí, o riso foi dobrado… O vídeo foi produzido por um social media (Carlos Mendes) e duas designers (Dandara Cha e Bárbara Wu), portanto, as referências saíram muito do cotidiano dos profissionais da nossa área, de comunicação e design.

Vocês pretendem fazer novos vídeos?
Temos planos sim! Temos algumas ideias de fazer novos vídeos de humor, tanto de Design quanto de Comunicação, de forma paralela aos nossos outros conteúdos. Nossa prioridade continua ser levar conteúdo informativo e que busque levantar questões, porém, somos viciados compulsivos em memes e não conseguimos nem pretendemos deixa-los de lado. É uma das coisas que adoramos ver na internet e por consequência produzir. Ainda virão muitos outros…

E na Coolmeia, como está o cenário do design? Qual a visão de vocês para os próximos meses?
Nós fundamos a Coolmeia pra dar uma mexida no cenário, né? Somos idealistas e acreditamos no poder da comunicação e do design como forma de promover um cenário inovador e mais sustentável. Achamos que se fizermos um bom trabalho e investirmos em uma economia criativa dá pra ter uma boa aceitação do mercado! A Coolmeia nasceu agora, mas até onde deu pra sentir, dá pra crescer muito! A gente enxerga e acredita numa melhora do cenário criativo. Ainda estamos nos consolidando no mercado, mas já temos projetos incríveis para serem divulgados nos próximos meses!

Tem mais entrevistas como esta aqui.

Mais lidas

 

100porcentodesign culturedrawgkpgkpuncod
INÍCIO