facebook
Tecnologia

Affininity Designer: um novo tempo dos softwares de edição?

Fala, galerinha, tudo beleza?

Imagine pegar Photoshop, Illustrator e Corel Draw colocar no liquidificador bater e colocar uma pitada de tempero, açúcar e tudo o que há de bom! Não, não estou falando das Meninas Super Poderosas, e sim do surgimento de um software que está dando o que falar, o Affinity Designer.

Brincadeiras à parte, a empresa desenvolvedora, o descreve como “Imaginado por designers, criado por profissionais”, e diz que o segredo do seu sucesso e crescimento repentino se deve à paixão no processo de criação, vindo a revolucionar o design criativo e edição de fotos, e claro, o resultado não poderia ser outro.

Estou falando do Affinity Designer, da Serif. Lançado em 2014, ele veio ganhando atualizações e a princípio saiu apenas para MacOs, e só em 2016, foi lançado uma versão beta para Windows que foi sucesso total. Por fim, no início de 2017, foi lançado para ambas plataformas em sua versão oficial.

Área de Trabalho Affinity Designer.

Área de Trabalho Affinity Designer (Foto: Divulgação).

Por experiência própria, posso afirmar que o software possui exatamente o que os designers precisam, um conjunto de velocidade, estabilidade, ferramentas com precisão milimétrica que parecem deslizar pela tela durante o processo de criação. Sem falar do visual moderno, limpo, intuitivo que o software apresenta. Trabalhar com curvas e bézier é mágico, elas parecem fundir com sua mente e raciocínio e acompanhar seus movimentos.

O Affinity possui uma “infinidade” de opções (Foto: Divulgação).

E o que falar de um programa de edição que possui um recurso de desfazer/refazer com mais 8.000 etapas (adeus projeto perdido por conta do CTRL+Z)? Além da possibilidade de aplicar uma panorâmica de 60fps com incrível Zoom de Até 10.000.000%, e o quê isto quer dizer? Simples, que é possível analisar cada detalhe de sua criação sejam ajustes, efeitos ou transformações completas em tempo real sem perder nenhum detalhe.

Com o Affinity Designer você poderá trabalhar com diversos perfis de cores, seja CMYK, RGB, LAB, Tons de Cinza, que lhe permitirá criar não só artes digitais como também mídias impressas, pois o programa conta com um gerenciamento de cor ICC e 16 bits por edição de canal, que tal? Os designers piram!

No Affinity é possível trabalhar com diversos perfis de cores (Foto: Divulgação).

Outra função muito interessante do software é que os ajustes e efeitos não são destrutivos, ou seja, o designer terá uma vasta biblioteca de camadas, efeitos e modos de mesclagem com gerenciamento completo de máscaras e camadas de recorte, desta forma, o trabalho sempre poderá ser revertido, ajustado ou modificado sem que o original seja perdido.

A compatibilidade do programa também não fica para trás, no Affinity, o designer poderá além de importar arquivos PSD, terá suporte total a arquivos EPS, PDF, PDF/X, SVG, PNG, enfim, terá seu fluxo de trabalho controlado de forma prática e tranquila. Sem contar o fato do software trabalhar com três áreas de trabalhos para simplificar a criação, chamadas de Persona Draw, Persona Pixel e Persona Exportar, cada qual com suas ferramentas específicas para a criação. No fórum da Serif, eles informaram que tem mais “personas” sendo desenvolvidas.

O Affinity possui diversos ambientes de trabalho, as chamadas “Personas” (Foto: Divulgação).

O software vem ganhando destaque aos poucos, inclusive o Affinity Designer foi vencedor do Apple Design Award, em 2015. Assim podemos concluir que nasce um concorrente à altura, quiçá acima, dos gigantes do design: Adobe e Corel. A Serif mostra que não veio para brincar e está vencendo o desafio em grande estilo, coisa que nenhum software tinha conseguido até hoje.

Algo que tem chamado a atenção é que além de rodar nas plataformas MacOs e Windows 10, o Affinity Designer tem o preço lá em baixo, segundo o site, apenas $49,99, ou seja, o designer não ficará preso a mensalidades, o que é bastante interessante para os designers, pois é um incentivo a adquirir o programa original e fugir da pirataria.

Neste vídeo Overview Oficial do Affinity podemos ter uma ideia da capacidade deste software:

E é isso galera, espero que tenham gostado. Se você já usa o Affinity comenta aqui em baixo o que você está achando, se é isto tudo mesmo, se há motivo para a Adobe e Corel temerem, enfim.
E se você ainda não usou, fica a dica.

Até a próxima. Fui me 😉

Fonte/Fotos: Site e Fórum Oficial Affinity.

 

INÍCIO