Ronaldo-Fenômeno-Design-Conceitual
Entrevistas

Um talento encontrado nas redes

15698138_1827345014150499_1583348181893708351_n

O artista e Silvio Santos (Foto: Arquivo Pessoal).

Ele já se encontrou com Silvio Santos, Edgar Vivar (Seu Barriga) e Brian May, guitarrista da banda Queen. José Antônio Felipe da Silva Santos tem 23 anos e mora em Itaquaquecetuba/SP.

Entre os tantos trabalhos que podem ser encontrados na internet, vimos o de José. Desenhista e amante da sua profissão, segue aquilo que sempre sonhou e gostou: viver da arte.

Seu talento com reproduções e ilustrações vem desde quando era criança. “Comecei meu interesse com realismo quando eu vi os desenhos do meu ídolo Freddie Mercury”.

Desde então, ele seguiu um objetivo: se superar e ser a cada dia melhor.

“Pratiquei, busquei conhecimentos”, conta.

O processo de criação não possui muitas etapas, mas é demorado. Ele cria ainda no esboço uma espécie de grid mental, cria um fundo e acabamento com misturas de cores de diversas camadas até encontrar o tom ideal.

10418931_1661131644105171_1204983150018245581_n

O ator Edgar Vivar, que interpretou “Seu Barriga” em “Chaves” (Foto: Arquivo Pessoal).

17103298_1861070244111309_6934824987938189738_n

Reprodução de foto do jogador Ronaldo (Foto: Arquivo Pessoal).

16995980_1857943514423982_7127919163293604293_n

O ator Rodrigo Faro (Foto: Arquivo Pessoal).

O reconhecimento
José conta que não tinha noção de seu talento, só percebeu quando viu o interesse das pessoas pelo trabalho em uma vitrine em que expôs seus desenhos.

14358758_1783134135238254_2666004713927968962_n

O personagem Chaves, vivido pelo ator Roberto Bolanõs (Foto: Arquivo Pessoal).

Materiais utilizados
Ele geralmente utiliza papéis Canson 180g, lápis de cor e grafite.

12115942_1660955637456105_8894878396776992990_n

José e Brian May (Foto: Arquivo Pessoal).

Mas e como se inserir no mercado?
José diz que o mercado é muito amplo para a arte e para os desenhistas, mas como já era previsto afirma que é desvalorizado.

“Há uma cultura no país em achar que não é uma profissão e sim um hobbie. O maior segredo é divulgação, porque tem espaço para todos”, diz.

16473691_1849344741950526_908591552559868095_n

Desenho feito no último mês pelo artista (Foto: Arquivo Pessoal).

Os planos futuros
Em meio à situação do país, José conta que pretende abrir um ateliê em breve ou talvez seja tatuador. Ficam as possibilidades.

Atualmente, José conta com pouca divulgação de seus trabalhos, mas está em busca de oportunidades. Você pode conhecer mais do trabalho dele na página oficial dele.

Um talento encontrado nas redes
Comentários
INÍCIO