Notícias

Games devem ser os próximos a terem imposto de “taxa cultural”

Após o governo anunciar que cobraria impostos sobre serviços de streaming, músicas e séries, mais um imposto será criado. Dessa vez será para taxar a indústria dos games, que teve um salto de US$ 8 bilhões em 2007 para US$ 28 bilhões em 2015.

Uma consulta pública foi realizada pela Ancine para a “regulamentação” da possível cobrança da indústria de produção e desenvolvimento de games no Brasil.

A consulta traz a proposta de se fazer a cobrança por meio do Condecine (Contribuição para Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica).

Mas por que cobrar por esse tipo de produto?

A justificativa do governo é de que emissoras de TV e operadoras de TV por assinatura já pagam hoje o imposto. Ele é aplicado em filmes e seriados estrangeiros e nacionais.

Os valores são pagos a cada cinco anos por obra e variam entre R$ 300 a mais de R$ 7 mil. No caso dos games, a proposta é cobrar por cada projeto, principalmente estrangeiros. Com isso, o imposto deverá impactar a produção de novos produtos e a economia criativa.

Comentários
INÍCIO