facebook

Eterna briga

Nessas mais de três décadas de profissão, nunca entrei em atrito com outros designers. Não é questão de ter um coração bom ou um espírito pacífico. A razão é bem menos nobre: falta de tempo!

É que eu perco meu tempo com outra briga mais importante. Uma guerra que travo comigo diariamente na tentativa de combater minha própria mediocridade.

30 anos de estrada não são antídoto para ela (a mediocridade). Combatê-la, é um exercício árduo, diário e necessário. O tempo de estrada pode acomodar e fazer o cérebro criar barriga. Assim, preciso lutar todos os dias se quiser que isso não aconteça.

E você acha que eu ganho a briga todos os dias? Engano seu! O inimigo é forte! Quer sempre impor sua vontade!

Mas cada briga que perco me faz ter mais garra para me preparar para a próxima! Treinar pesado e voltar para o ringue fortalecido para dar um pau na mediocridade, no comodismo, na mesmice e no lugar-comum.

O medo que tenho do inimigo me move. Não necessariamente para o lugar certo, mas para nunca ficar parado. Se um dia eu subestimar esse adversário e achar que a briga já está ganha, talvez seja hora de parar. Aposentar o lápis e desligar o computador.

Mas aí entra o amor. E quando a gente ama infinitamente aquilo que faz, não quer parar NUNCA! Quer seguir adiante por um longo tempo.

Mesmo que para isso tenha de brigar todo santo dia!

Artigo escrito pelo designer Morandini.

 

INÍCIO