facebook
Geral

É difícil ser designer?, por Morandini

(Arte: Reprodução).

(Arte: Reprodução).

Quando largamos as fraldas e viramos adultos, começamos a arcar com uma série de responsabilidades. Entre elas, está o de arrumar uma profissão.

E aí vem a triste constatação: nenhuma delas é fácil! Medicina, odontologia, engenharia, magistério, advocacia, arquitetura, administração e outras tantas carreiras, cada uma delas tem seus percalços, suas dificuldades e seu lado negativo.

Com o design não é diferente. Basta que dois ou mais designers se reúnam para que comece a velha ladainha sobre as mazelas e a desvalorização da profissão.

Alguém pode até falar: -Ah, mas as outras profissões pagam bem! Mas neste caso, estamos falando de dinheiro e não de profissões. Além do mais, se este for o caso, o design pode dar muito dinheiro, também.

Ao invés de focar nas dificuldades, foque nas delícias e nos prazeres de ser um designer. Foque no privilégio que temos por exercer uma atividade tão rica, diversa, desafiadora e dinâmica.

Esqueça os lugares-comuns que falam dos sobrinhos, dos mal pagadores e dos preços injustos e lembre-se das oportunidades que temos de criar coisas inéditas e inovadoras todos os dias. Olhe para o que é verdadeiramente bom!

Se ainda assim você continuar achando que não vale a pena, talvez você tenha razão! E nesse caso, seja melhor partir para outra profissão.

Ser designer é difícil. Tão difícil quanto exercer qualquer outra atividade. A diferença está em como nós resolvemos enxergar as coisas.

*Morandini é designer e trabalha na área há 30 anos.

 

INÍCIO