Mercado

Design brasileiro irá padronizar termos técnicos

Esta é a primeira vez que profissionais e estudiosos do tema se reúnem, com a aprovação e reconhecimento da ABNT, em prol da normatização tanto de termos quanto de boas práticas (Foto: Reprodução).

Até o fim deste mês, profissionais de design poderão consultar a Norma de Terminologia em Serviços de Design no site da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). No documento, termos comumente estarão padronizados. O trabalho foi feito em 2015 pela Comissão de Estudos de Serviços de Design, que contou com pouco mais de 50 profissionais e estudiosos da área.

A mesma comissão, que possui membros de ABNT, Sebrae, empresários, instituições de ensino e contratantes de serviços, trabalha ainda em outra norma, a de Diretrizes para Boas Práticas em Serviços de Design. “A comissão atua para organizar o mercado de design e padronizar os serviços, suas entregas e expectativas dos clientes”, afirma o coordenador da comissão, Alexandre Guedes Mussnich, empresário do setor de design.

É a primeira vez que profissionais e estudiosos do tema se reúnem, com a aprovação e reconhecimento da ABNT, em prol da normatização tanto de termos quanto de boas práticas.

“A criação dessas normas é uma oportunidade única de desenvolvimento para o setor e o país”, comenta Elsie Quintaes, analista de Acesso à Inovação e Tecnologia do Sebrae.

Mussnich destaca também que diversos países usam e mensuram a normalização de termos, com resultados positivos. “Grã-Bretanha, Canadá, Estados Unidos, Austrália e Alemanha podem ser citados como referência em avanços conquistados após estabelecerem essas normas”, afirmou.

Não foram divulgados os termos que devem estar na lista. As informações foram divulgadas por meio do Sebrae.

 

INÍCIO