facebook
Notícias

Campanha traz alternativas a produtos que seriam vendidos para protestos

movimento

O momento político que o Brasil vive, com vários tipos de manifestações, foi a inspiração para um projeto que a princípio parece uma coisa, mas no fundo, é outra.  O “Bate Panelaço”, criado no início de março deste ano, traz alternativas consideradas mais úteis que certos tipos de manifestações.

Criado por um grupo de colegas, que prefere não se identificar à nossa equipe, a página mostra opções de produtos como panelas, canecas e personalizadas para utilizar em protestos. A surpresa, para quem desejava mesmo comprar algum produto, acontece na hora da compra. Ao invés de finalizar o pedido, o valor do produto escolhido é sugerido para uma doação a instituições beneficentes.

Aviso mostra real intenção do site.

Aviso mostra real intenção do site.

A ideia surgiu durante um dos pronunciamentos da presidente Dilma Rousseff, que no caso, abordou sobre a dengue. “Estávamos saindo do trabalho e decidimos ir andando pra casa. Durante a caminhada, ouvimos o panelaço e comentamos: ‘Imagina se existisse uma loja online para vender artigos para fazer um panelaço, com várias panelas, colheres e afins?’, conta um dos criadores.

Segundo um dos criadores, a intenção foi fazer uma crítica à forma como as pessoas têm se manifestado. “Ao nosso ver, esse tipo de protesto não acrescenta em nada e não gera mudanças reais. Uma das ideias que guiou a criação do site foi mostrar que, ao invés de bater panela, as pessoas podem usar essa energia em coisas mais construtivas para mudar a realidade do país”, conta.

Identidade visual

diferença

O design e programação do site foi feito durante dois dias e conta com uma identidade feita para ilustrar a iniciativa e dar um tom de que poderia ser real. Entretanto, um dos criadores ressalta: “Ela não teve nenhuma influência de movimentos políticos.”

Entidades

Quatro entidades estão na lista para receber os recursos. Até agora 17 mil cliques já foram feitos, mas os criadores não divulgaram o valor total que foi doado. Caso queira contribuir, clique aqui e conheça os projetos.

 

INÍCIO