facebook

Criatividade x verba, por Morandini

(Foto: Reprodução).

(Foto: Reprodução).

“Se a verba negar-lhe, vá além da sua verba”

Às vezes (quase sempre) temos um grande desafio pela frente: realizar projetos impecáveis, criativos e inovadores com uma verba extremamente enxuta. Nessas horas, temos de tirar partido disso. Fazer a verba curta jogar a nosso favor.

Como?

Acertou quem disse CRIATIVIDADE!

Nunca o mundo ofereceu tantos e tão bons recursos para isso!
Faltou verba para contratar um fotógrafo? Que tal produzir uma foto ‘caseira’ e reduzir os problemas de qualidade da imagem aplicando nela um alto contraste?

A grana não deu para comprar aquela imagem de textura? E se a gente digitalizasse ou fotografasse aquela superfície interessante e desse um tratamento bem criativo nela?

O cliente não pode imprimir a embalagem naquela gráfica de ponta? Vamos ver se ele aceita fazer um projeto que tire partido daquela impressão serigráfica, dando um ar artesanal e diferenciado?

A sinalização da fachada daquele bistrô não pode ser confeccionada em aço escovado? E se usássemos aquela velha panela que ia ser descartada como suporte?

É claro que todas as ideias acima são hipotéticas, mas elas têm o objetivo de ilustrar que o mundo nos oferece uma vastíssima gama de possibilidades. Basta ficarmos atentos e utilizar aquilo que deveria ser nossa matéria prima principal: a criatividade.

A adequação de verba nada mais é do que apenas um dos desafios de qualquer projeto. E esse desafio nos deixa duas opções: sentar e ficar lamentando ou ir à luta. A primeira não parece ser a melhor, concorda?

 

INÍCIO